quinta-feira, setembro 17, 2009

momento azul da manhã:
ela limpa os olhos
enxuga as lágrimas e o suor
lhe revejo num video antigo
logo surge uma vontade
de roer minhas unhas rubras
de tomar aquela tiquira na feirinha
de fechar os negros e dormir
ou cobrir o dourado lá de cima
me revisto de cores
misturas que oscilam
entre um bom vinho tinto e a cerveja quente
releio as linhas dela
e logo me entendo:
é verde o que sinto.






sobre aquela velha camisa desbotada...

Nenhum comentário: