domingo, setembro 14, 2008

lucidez

um poema
atrevido
mergulha
em meu abismo.
num rabisco
o sol terreno
anoitecido
ilumina calado
o chão.

6 comentários:

Solin disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Solin disse...

me lembrou um final de tarde, onde a luz do sol é poesia pura. inspira e faz poema sem nem percebermos.

qdo a gente vê, sai umas coisas bunitas *-*

Andréa Milch disse...

Ui, mergulha em meu abismo, ui ui ui...


hahaha

Edson moura disse...

oi oi....aqui de novo tentando....bjo bjo

www.paratiano.zip.net

Pedro Pan disse...

, sol ilumina a menina que escreve,
risca, rabisca o verso de o sol...
, beijos meus.

Tássia Campos disse...

o sol ilumina calado. sim, sim.