sábado, maio 10, 2008

a noite voa
num sopro quase natalino

um breve esforço
agora
me mantém acordada

brilha tua luz
na lamparina vizinha

me respondo se vou
obedecer
- de novo! -
a mais um outro dia...



sozinha és bendita, ó teimosia.

6 comentários:

Andréa disse...

Já te disse o q penso deste.

mui bom.

Pedro Pan disse...

, noite voa e você vai?
, que lindo está sua prosa presa.
, beijos meus.

solin disse...

ahhhh o layout tá ljndooooooooo.
mas edita o meu blog (link). Ele é outro há tempos.

tardezinha disse...

cara nova bonita, tia.
poema de suspiro de noite, me parece.

Gabriel disse...

poesia musical! :)

(e eu não quero obedecer a mais um dia!)

Tássia Campos disse...

Eu fiquei aqui pensando o que seria um sopro natalino...