segunda-feira, janeiro 21, 2008

uma prece

eufórico silêncio que renasce à noite,
volta com tua mansidão ao dia
em que já não havia nada para ser feito,
engole tuas duas palavras de afeto
encontra minhas horas então perdidas
e retorna outra vez aquilo que não mais existe.




(...)

quarta-feira, janeiro 16, 2008

com quantas datas se faz uma longa vida?
embalada com queijos e vinhos chilenos.
ao sabor doce de ternos amigos!
a espera de pães e bolos de chocolate...
certamente haveriam cerejas no filme brasileiro.
com fina música e poesia incorporada.
por fim, balões [mágicos] e trens da alegria.
antes do adormecer, danças e risos apaixonados.
sonhos que aquarelam e preenchem
a cada novo dia.




p.s.: ontem foi o dia nublado cheio de luz mais lindo do ano!
^^

sexta-feira, janeiro 11, 2008

de repente chuva.
um passo descalço na praia:
o milagre das lágrimas celestes,
certa melodia infantil na areia
e linhas pontiagudas rumo ao chão
na véspera do fim deste dia
que já nem há mais.





lá chorava um sábio coração...

quarta-feira, janeiro 02, 2008

um poema
cantado
em silêncio

um suspiro
encarado
com orgulho

um dia
ensolarado
com nuvens

um carinho
engraçado
do amigo

uma despedida
dolorosa
sem consolo

uma amiga
afastada
em desespero

uma filha
sozinha
na praça

um silêncio
- poesia!
no caminho.