sábado, setembro 15, 2007

A qualidade dos defeitos

Quem sou eu sem os meus defeitos?
Cultivo-os, pois. Eles são mesmo mais importantes
Que qualquer qualidade que eu possa ter,
são eles que me afastam das pessoas,
E isso é bem mais relevante pra mim que os motivos pelas
quais, porventura, elas possam ser atraídas.

Quem sou eu com os meus defeitos?
Deserdo todos, então. De importantes
prefiro as desqualidades que eu já nem tenho mais,
as pessoas que já não me bastam
e os caminhos que se revelam para mim sem mais motivos
com mais pautas por pedir e degraus de mil graças.




[Andréa L. Costa/ Suhelen P. Aragão]
manhã de 13 de setembro.

2 comentários:

Andréa disse...

:)

de nós.
pra nós.
por nós.

Amo tu também, besta!

=*

CresceNet disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.