quarta-feira, junho 06, 2007

surgiu, então, um dia
comigo
a notícia das horas e suas cinzas
das nuvens sem qualquer aviso
do caminho que já vai sendo
do sopro da brasa fria
do pranto das sereias perdidas
dos muros quebrados e estáticos
dos gestos entre as paredes
da pálida angústia cotidiana.

era a hora do grito.

cansado
e rumo ao nada
permaneceu sozinho...


o caminho vai sendo
e sempre comigo.

Nenhum comentário: