quarta-feira, maio 02, 2007

solto sobe sem sentido
da sua sede sai o seco som
sempre segue seu sorriso
(se o sono sozinho lhe seguisse)
preso perde seu pedido
por pouco não procura a pista
passa perto e pode parar
pela porta podre se pedisse:
"desce, deixa dúvidas e dança
dorme se der debaixo das doze."
diante disso, deixou às dez
o dono de duas dolorosas doses
mas mente muito mal...

Nenhum comentário: