quarta-feira, novembro 08, 2006

os passos da velha menina
procuram as frutas maduras
e presas ao galho

em cima do muro
ao lado da janela
o vulto levanta seu vestido

como um vento leve e puro
longe cantam os grilos
a espera do tempo que não passa

da mesma forma ela desce
e embaixo corre em busca do seu quarto
tropeça, foge, se esconde e dorme

dorme...
melhor escolher outro dia.

2 comentários:

Tássia disse...

Que prosa!

Beijos Suruka!

Verbena disse...

Muitas vezes (acho q todas) é dificil saber o q comentar.Tão bom...
fica aqui registrado que vejo o que escreves e adoro o que vejo.
saudades