domingo, agosto 27, 2006

Pátios recheados
de sorrisos infantis.
Árvores repletas
de folhas ressecadas.
Pedras regulares
nas formas das ruas.
Gotas acumuladas
de choro e de chuva.
Sonhos repentinos
de manhã e de madrugada.
Alguém reconhece
nos sorrisos um abrigo...

Nenhum comentário: